Blog

Daniela Lemes

Laser remove tatuagens

Ao pensar em fazer uma tatuagem, tenha absoluta certeza, pois o processo de remoção é complicado e em muitos casos pode não apagá-la totalmente. Muitos optam pela transformação do atual desenho em outro, mas se a sua vontade é clarear a região a opção é o tratamento a laser, que dificilmente terá um resultado 100%.

Para se desenhar uma tatuagem, o pigmento é inserido na derme através de rupturas na camada superficial da pele. Na sua remoção, a luz do laser é atraída pelas cores da tinta, portanto, as mais escuras terão um resultado melhor que as cores claras, como a amarela e vermelha.

O laser utilizado é Q-switched fracionado de comprimento de onda de 1.064 nm. O Q-Switched atua em frações de nanosegundos e, assim, explode o pigmento. Após as sessões, a pele começará a descamar, o que aos poucos vai clarear a região. O intervalo entre as sessões varia entre 30 e 45 dias e a pele deve estar sem nenhum machucado no dia da aplicação.

Quantidade de pigmento

Quanto mais completa (pintada por dentro) e maior a tatuagem, mais sessões de laser serão necessárias, pois a quantidade de pigmento é determinante. Outra informação importante é que quanto mais antiga a tatuagem for, mas difícil também será para removê-la.

Portanto, se tiver alguma chance de arrependimento faça uma tatuagem menor e apenas o contorno do desenho.

Uma outra solução seria ainda por meio do laser diminuir a tatuagem original para mudar o desenho. Mas você deve verificar com o tatuador as possibilidades de transformação, dependendo do desenho.

Por fim, uma dica: não faça uma tatuagem para esconder uma cicatriz, pois cada vez aparecem métodos mais modernos e eficazes para tratar cicatrizes, ao contrário, da remoção de tatuagens.

Voltar
Top